Ministro da Noruega cobra compromissos ambientais assumidos pelo Brasil

19/06/2017

O ministro do Meio Ambiente da Noruega, Vidar Helgesen, enviou carta de três páginas ao ministro do Meio Ambiente do Brasil, Sarney Filho, para demonstrar a preocupação com os possíveis retrocessos na política ambiental brasileira patrocinados pelo Congresso Nacional, como a redução de Unidades de Conservação e o afrouxamento no licenciamento ambiental.

Perder o apoio de um financiador como a Noruega em um momento de grave crise econômica como o Brasil vive pode trazer sérias consequências para a área ambiental que, como ressalta o ministro norueguês, já sofre com o enfraquecimento das agências governamentais responsáveis pela agenda.

A Noruega é o maior doador internacional do Brasil para ações de preservação ambiental. O país já repassou mais de US$ 1 bilhão para o Fundo Amazônia. Em 2015, os dois países prorrogaram até 2020 a parceria que existe desde 2008. Com o compromisso brasileiro de continuar reduzindo desmatamento e emissões, a Noruega se prontificou a investir outros US$ 600 milhões nesta nova etapa. Apesar do tom polido, a carta deixa claro que para o Brasil continuar contando com a Noruega precisa retomar o caminho de desenvolvimento sustentável que trilhou na década passada.

Leia a íntegra da carta.