Suspeito de desmatar e lotear área de proteção ambiental é preso em operação policial em RO

15/08/2017

Um homem de 40 anos foi preso no último final de semana suspeito de comandar um desmatamento e lotear áreas de um parque de proteção ambiental em Campo Novo de Rondônia (RO), município a 350 quilômetros de Porto Velho. Segundo a polícia, o suspeito é um dos maiores invasores de terra do estado.

A prisão ocorreu após uma operação integrada da Polícia Militar (PM), Polícia Ambiental, Secretaria do Estado de Desenvolvimento Ambiental (Sedam) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Cerca de 60 pessoas, entre policiais e agentes dos demais órgãos, se deslocaram ao município no intuito de detectar uma organização criminosa responsável por desmatar e lotear áreas dentro das unidades de conservações do Parque Estadual Guajará-Mirim, Parque Nacional Pacaás Novos e Parque Uru-Eu-Wau-Wau.

Conforme a PM, depois de entrarem quatro quilômetros na Unidade de Conservação do Parque Estadual Guajará-Mirim, foram encontradas diversas árvores atravessadas na estrada de acesso ao local e um suspeito de realizar a vigilância da localidade. A equipe constatou que uma grande área da floresta estava desmatada quando andaram na via a pé.

G1 | RO | Ariquemes e Vale do Jamari

Leia a notícia completa aqui.

 

Veja o clipping completo