Sem Trump e com desmatamento na Amazônia: Mercosul e UE querem cumprir Acordo de Paris

16/08/2017

Apesar do Brasil ser um membro fundador do Mercosul, o país não está em condições de oferecer lições de política ambiental no momento. O desmatamento na Amazônia Legal cresceu 29% em 2016, na comparação com 2015. Foram mais de 7 mil quilômetros quadrados desmatados — a maior marca desde 2008. Os números são do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

A situação fez com que países como Alemanha e Dinamarca, que contribuem para o projeto de preservação ambiental Fundo da Amazônia, questionassem Brasília, segundo o secretário-executivo do Observatório do Clima, Carlos Rittl.

O membro do Observatório do Clima afirma que medidas em discussão pela classe política brasileira, como a retirada de direitos dos povos indígenas, legalização de ocupação em terras públicas e áreas protegidas e a anistia de dívidas de produtores rurais demonstram um retrocesso na política ambiental nacional.

Sputnik Brasil | BR | Mundo

Leia a notícia completa aqui.

Veja o clipping completo