Se emissões não caírem até 2020, pode ser tarde demais para cumprir acordo de Paris, alertam cientistas

28/06/2017

Se a emissão de gases de efeito estufa não começar a cair até 2020, pode ser tarde demais para a humanidade conseguir cumprir a meta climática estabelecida pelo Acordo de Paris: a de limitar o aumento da temperatura global a menos de 2ºC em relação aos níveis pré-industriais. Este é o alerta feito por seis cientistas em um comentário publicado na revista "Nature" nesta quarta-feira (28).

O texto -- cuja principal autora é Christiana Figueres, ex-secretária-executiva da Convenção-Quadro da ONU sobre Clima -- cita um relatório de abril que concluiu que, se as emissões continuarem a crescer após 2020, ou até mesmo pemanecerem no mesmo nível, as metas de temperatura estabelecidas no Acordo de Paris se tornarão quase inatingíveis.

Para que o planeta não ultrapasse a temperatura estabelecida no acordo, a humanidade poderia emitir, no máximo, entre 150 e 1.050 gigatoneladas de CO2. Caso as emissões continuem estáveis, esse limite pode ser ultrapassado em quatro anos. Para cumprir o acordo de Paris, as emissões de CO2 teriam de cair a quase zero assim que o limite fosse ultrapassado. Para evitar o impacto econômico dessa medida drástica, o ideal é que a queda de emissões ocorra de forma gradual.

G1 - Globo | BR | Natureza

Leia a notícia completa aqui.

Veja o clipping completo