Após reunião com Funai, Mundurukus deixam hidrelétrica no Pará

20/07/2017

Na madrugada desta quina-feira (20), índios Munduruku que desde o último dia 15 ocupavam o canteiro de obras da hidrelétrica São Manoel em Jacareacanga, sudoeste paraense, deixaram o local. De acordo com reportagem publicada no G1 Pará, a desocupação aconteceu após reunião com o presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Franklimberg de Freitas, que conversou lideranças indígenas até a meia noite e meia desta quinta-feira.

Entre as reivindicações dos indígenas estão a devolução de urnas funerárias, demarcação de terras e a criação de um fundo de amparo para a educação e formação superior dos índios. Segundo a tribo, a hidrelétrica está sendo construída no local onde anteriormente eram enterrados os membros da etnia.

Ainda segundo informações do G1, tanto a Funai quanto a empresa responsável pela hidrelétrica foram procuradas, mas não se manifestaram.

A ocupação

Os integrantes do movimento representam 138 aldeias da bacia do Tapajós, segundo informações do Conselho Indigenista Missionário (CIMI). Em carta aberta divulgada pelos manifestantes através do conselho, os índios alegam que a obra de construção da usina violou dois territórios sagrados.

Portal Amazônia | AM | Cidades

 

Veja o clipping completo